21.4.16

Está sentado, remexendo o chá na xícara, há quarenta minutos. E dá com esta pergunta urgente, que não contribui para a distância - é isso que ele quer: distância. Quer inventar, conseguir, comprar anos ou quilos de distância, pois são quase cinco da manhã e o livro continua. O livro continua mesmo que o fechem.



A Vida Privada das Árvores - Alejandro Zambra

18.7.14

As pessoas sozinhas acabavam por se desleixar. Tinham menor interesse em arranjar as superfícies às coisas. Viviam profundas e disciplinadas. Sonhavam à noite.




A desumanização - Valter Hugo Mãe

31.7.12

ARTE DO CHÁ

       ainda ontem
convidei um amigo
       para ficar em silêncio
comigo

       ele veio
meio a esmo
       praticamente não disse nada
e ficou por isso mesmo



Paulo Leminski

14.4.12



guardar tua voz no meu ouvido . fotografar para acreditar . desenhar para duvidar . o amor é frágil como uma superstição . sensível como uma planta carnívora . eu falo sozinha . é o meu cabelo . é o meu coração . são os meus pés dentro dos sapatos . dormi e acordei aqui . tentativas de entender os caminhos possíveis . como se meu corpo fosse um recipiente de sensações . eu vou me levar para passear .



Leya Mira Brander

28.3.12

Terrível é o pensar.
Eu penso tanto
E me canso tanto com meu pensamento
Que às vezes penso em não pensar jamais.
Mas isto requer ser bem pensado
Pois se penso demais
Acabo despensando tudo que pensava antes
E se não penso
Fico pensando nisso o tempo todo.



Reflexão Sobre a Reflexão - Millôr Fernandes

24.3.12

Subitamente lançada numa liberdade que eu não pedira e da qual não sabia me utilizar.



Clarice, - Benjamin Moser

22.1.12

De certa forma, é como a magia imitativa: a popular concepção ocidental de que rituais "primitivos" imitam aquilo que buscam alcançar - que objetos fálicos podem aumentar a potência masculina e que encenar uma tempestade possa provocar uma chuva. Eu desconfio de conexões tão óbvias assim e suspeito que as ligações entre as coisas, pessoas e processos podem ser igualmente irracionais. Acho que o mundo pode ser mais etéreo, metafórico e poético do que nós imaginamos - mas tão irracional quanto a magia imitativa, quando visto por um viés tipicamente científico. Não ficaria surpreso se a poesia, em sua concepção mais ampla, no sentido de um universo cheio de metáforas, rimas e padrões, formas e estruturas recorrentes fosse a verdadeira forma de funcionamento do mundo. O mundo não é algo lógico, é uma música.



Diários de Bicicleta - David Byrne